Estado Democrático x UMES de Imperatriz.

Atualmente fala-se muito em sociedade Democrática e Democracia, contudo ao que parece são pouquíssemas as pessoas que de fato sabem o que isso significa, por esse motivo antes de ir direto ao assunto, vou mostrar-lhes alguns conceitos para essa tal DEMOCRACIA:
  • Democracia vem da palavra grega “demos” que significa povo. Nas democracias, é o povo quem detém o poder soberano sobre o poder legislativo e o executivo.

  • Democracia é o governo no qual o poder e a responsabilidade cívica são exercidos por todos os cidadãos, diretamente ou através dos seus representantes livremente eleitos.
  • As democracias conduzem regularmente eleições livres e justas, abertas a todos os cidadãos. As eleições numa democracia não podem ser fachadas atrás das quais se escondem ditadores ou um partido único, mas verdadeiras competições pelo apoio do povo.

Bem, obviamente democracia não é só isso, são apenas princípios gerais que tem ligação com o que quero falar. Se vivemos numa sociedade democrática, ESSA DEMOCRACIA AINDA NÃO CHEGOU NO MOVIMENTO ESTUDANTIL IMPERATRIZENSE, só sendo em Imperatrz mesmo!!! Se hoje até pra delegado de rua todos os moradores votam.

Acontece que no movimento estudantil aqui o negócio tem que ser de outro jeito; ferem a democracia, vão diretamente de encontro á ela:

  • São eleições fechadas, reúnem 2 ou 3 escolas e dizem que foi feita uma assembléia geral. Escolhem ali mesmo uma comissão eleitoral marcam uma data para a Eleição.

  • O melhor é que estamos num almoço daqueles de Dezembro( que é quando são realizadas as eleições no CONUMES), e aí assistimos uma entrevista do novo Presidente da UMES de Imperatriz, que foi eleito com o voto de uns 400 estudantes.

Excluindo do processo eleitoral mais de 10.000 estudantes que deveriam votar, que por algum motivo que desconhecemos, são excluídos do processo Eleitoral. Assim com eles excluem o CEFET das eleições.

JÁ CHEGA!!!!

Estamos cansandos de tanto descaso!!! Vamos iniciar o movimento pelas DIRETAS JÁ PARA UMES DE IMPERATRIZ.

Os estudantes do CEFET abraçaram á causa.

Vamos á Luta estudantes secundaristas de Imperatriz!

Se o presente é de luta, o futuro nos pertence!


1 comentários:

Wilson Leite disse...

Camarada Marcos,

O atrelamento das instituições ao interesse político faz com que as representações de classe sejam um local estratégico de ação desses grupos.
Democracia? De qual democracia essas entidades praticam? Seria a democracia na servidão ou na desmobilização dos que formam a classe?
A verdadeira democracia deve ser na liberdade, na disputa das idéias e na vontade de identificar objetivos imediato e estratégico para os que formam determinada classe.
O Grêmio Estudantil é uma instância de mobilização e organização importante no funcionamento da UMES, e desses grêmios é que deve surgir lideranças e eleitores para a escolha de seus representantes na direção da instancia superior. Vocês têm todo o direito de reivindicar essa participação no processo eleitoral da entidade.

Wilson Leite

Postar um comentário